Sicoob Centro supera a marca de R$ 1 bi em ativos totais

 Sicoob Centro supera a marca de R$ 1 bi em ativos totais

A cooperativa financeira Sicoob Centro alcançou uma marca histórica para a instituição ao superar R$ 1 bilhão em ativos totais. Os recursos representam as movimentações financeiras, montante em conta, concessão do crédito e todos os outros valores administrados pela cooperativa. A conquista, já aguardada para 2021, faz parte de um conjunto de ações sustentáveis que conduzem a instituição a um crescimento sólido, e garante práticas mais justas aos cooperados.

A jornada da cooperação

A Sicoob Centro nasceu da junção de três cooperativas de crédito, a Sicoob Emprecred, Sicoob Jarucredi e Crediron, que assistiam comunidades no interior do estado

“Quando colocamos os princípios do cooperativismo à frente de nossas decisões, quase que automaticamente, nossos projetos sãos mais viáveis, sustentáveis e, principalmente, benéficos para as pessoas ao seu redor. Tudo isso porque o cooperativismo é um movimento moderno e foi pensado para fazer a diferença, melhorar a qualidade de vida e ser uma ferramenta de transformação, direta ou indiretamente”, conta Ademir Stimer, Presidente do Conselho de Administração da Sicoob Centro.

Desde então, a instituição se posiciona como um modelo de negócio híbrido, priorizando o seu protagonismo nas frentes econômica e social da coletividade.

Impacto nas comunidades

No mesmo ano em que a conquista em ativos se realiza, a Sicoob Centro também superou a marca de 30 mil cooperados. Com uma característica plural, seu corpo social representa o DNA de cada localidade. Seja na cidade ou no campo, sua atuação preza pelo respeito às diferenças e busca customizar a jornada de cada cooperado.

Por iniciativa própria ou apoio terceirizado, a cooperativa atua como parceira das principais instituições sociais dos municípios onde se faz presente. Somente em 2021, mais de R$ 1 milhão foram destinados a projetos sociais que se dedicam a assistir e desenvolver comunidades.

“Nosso compromisso é mais do que responsabilidade, é sensibilidade social, onde nos preocupamos em amenizar dificuldades presentes para garantir um futuro mais adequado para a nossa gente”, explica Stimer.

Dentre as áreas estimuladas pela cooperativa estão: educação, cultura, saúde, meio ambiente, esporte e a geração de emprego e renda.